20 de setembro de 2010

Calada...


a força da natureza a estalar os muros caiados com que me quis tapar.
Struggle for pleasure de Wim Mertens

18 comentários:

  1. Só te queria deixar um beijinho doce****

    ResponderEliminar
  2. Já não é altura de uma pessoa se tapar com muros... porque já passou o tempo das feridas a sangrar no escuro. Let there be Light!!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Então miuda, está na hora de deitar abaixo esses muros... :)
    A vida é demasiado curta para edificarmos muros e nos escondermos.
    Beijito

    ResponderEliminar
  4. Anexo: grande banda sonora!! ;) Como saxofonista, fico contente que se componha desta forma, para além dos típicos acompanhamentos em metais...

    ResponderEliminar
  5. Meus queridos amigos... às vezes escrevo sobre mim, outras vezes sobre outras pessoas em fases que já vivi e as vezes que só imaginei. Aqui "a miuda", graças a Deus neste caso, não está nem calada nem em desabamento mural... obrigada de qualquer forma! Beijos :-)
    Anexo: pois os metais... :-) uma das minhas filhas vai começar este ano com aulas de saxofone!

    ResponderEliminar
  6. Ainda bem que não te referias a ti...
    Saxofone, tenho um de recordação do meu avô materno. Gosto muito!
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Frase interessante... e um pouco assustadora... para mim diz: fujas por onde fugires tudo te apanha!

    ResponderEliminar
  8. Que lhe dêem um saxofone soprano pq se ela for pequenita (como penso que seja), não lhe vai fazer tanto mal à coluna... conselho de quem passou por lá!... ;)

    ResponderEliminar
  9. Sim I, bem visto: não adianta fugirmos de nós mesmos :-)
    Hélio, obrigada pelo conselho! Ela tem 12 anos e um soprano alto,pressuponho que seja a mesma coisa, não é?
    Sus, e tentaste tocar? :-P

    ResponderEliminar
  10. Sofia,
    Por infelicidade o meu avô morreu antes de me conseguir ensinar, por isso não sei
    É um instrumento ainda complexo na aprendizagem da escala musical, tem muitas meias notas.
    Beijos

    ResponderEliminar
  11. :D Não, Sofia, um soprano e um alto são coisas diferentes... o soprano é mais pequeno e mais agudo em som do que um alto... mas com 12 anos já pode aguentar um alto. Para perceberes mais vê aqui: http://www.bighorn.co.uk/bh-images/saxophonefamily.jpg

    ResponderEliminar
  12. E pimba levaste com mais um selo.
    Vai lá buscar ao meu blog.
    Beijos

    ResponderEliminar
  13. Sus... um beijo! E obrigada pelo selo...já lá vou!
    Hélio... hum.... e que diferença entre eles, não sabia... Obrigada. :-)

    ResponderEliminar
  14. Sus, todos os instrumentos têm "meias notas" :) Alguns (não ocidentais) têm até quartos de notas!... Mas, como dizia o meu pai: "Difícil é tocar música... bem." ;) E quanto mais estudo, e mais vivo, mais percebo que ele tem razão.

    ResponderEliminar
  15. Hélio,
    O que queria dizer é que o Saxofone que eu possuo tem imensas teclas, o segundo dizia o meu avô é um instrumento complexo, mas claro concordo contigo, ou melhor com o teu pai, "dificil é tocar musica..."
    Beijo

    PS: Ó Sofia, isto já parece uma conversa de café, tás a transformar isto numa verdadeira esplanada. eheheheheh

    ResponderEliminar
  16. Ainda mais irónico (ou nao) se se tiver em conta que o título do post se chama Calada... ;)

    ResponderEliminar
  17. Pois, tocar música bem, mas até chegar lá pode ser um prazer enorme...e se não chegar lá (falo no meu caso) fica o prazer dos momentos todos em que senti que o piano era a minha voz. Ai...esplanada é bom, a musica eu gosto :-) e gosto da conversa (tenho de arranjar mais posts com sinónimos de calada eheh) Beijos!

    ResponderEliminar
  18. Muito bom. Uma frase em perfeita sintonia com a música.Agora fiquei EU calado.

    ResponderEliminar