19 de novembro de 2010

nos-t-algia

O meu coração tropeça
e ao som e no tempo do vento nas arvores
passeiam em mim memórias do que foi e podia ter sido...
Humility de Wim Mertens,  foto de Henry Cartier-Bresson

8 comentários:

  1. Lembrar o passado é sempre bom! :) (suspiros)

    Beijocas e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  2. É uma benção conseguirmos pensar no passado com um sorriso daqueles que fazemos como quando uma criança nos enternece... As vezes leva um tempo e algum processo digestivo para se tornar assim!
    Bom fim-de-semana também ;-) Beijooooos!

    ResponderEliminar
  3. Amiga,
    Volto aqui para te deixar uma oferta, de dois selos que também me ofereceram e que estão na barra lateral do Just, Selo "Best Internet Friend" e "Adoro quando voçê comenta"

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. nos-t-algia... se for a dissecar a palavra, obtém-se o 'nós' (o que é sempre bom porque partilhar o passado com alguém sabe sempre melhor), um 't' em itálico (que poderá significar o tempo), e algia, que, como se sabe, significa dor. O Tempo tanto pode trazer a dor como o alívio e é por isso que ele é tão pouco 'trustworthy'... como a nossa memória, aliás. ;)

    Beijos!

    ResponderEliminar
  5. Boa parte... beijo!
    Hélio... foi de propósito, seu perspicaz... :-) faltava-me o t, tempo é perfeito! Cheguei a pensar à posteriori em nostra-algia, as tantas é daí que deriva a palavra. Sim, a nossa memória e o tempo podem depurar as emoções... e seja o que Deus quiser e nós pudermos (ou vice-versa :-)) Beijos!
    I... quem sabe?

    ResponderEliminar
  6. Andei longe outra vez... Hoje voltei e passei por aqui, porque senti a falta das tuas palavras... Porque gosto de ler o que escreves, e porque muitas vezes pareces descrever o que sinto...
    Voltei porque sim...
    Talvez porque também a nos-t-algia andasse a tomar conta de mim...


    Um beijo

    ResponderEliminar